A história por trás da sede do Galpão Aplauso

Este anexo disponível abaixo tem como ponto de partida e referência o trabalho “Proposta de Tombamento | Antigo Armazém da CSN, atual sede do Galpão Aplauso – Projeto Educacional”, coordenado pela consultora Mariângela Castro. Trata-se do resumo arquitetônico e histórico acrescido de informações sobre o papel do Antigo Armazém da CSN (Armazém Externo nº 5) no desenvolvimento econômico e industrial brasileiro, a partir da década de 1950. O escritório Fragoso &Ness, responsável pela concepção e construção do Armazém, teve participação direta em importantes marcos da arquitetura em ferro do movimento moderno, como a torre de TV de Brasília e o hangar do aeroporto Santos Dumont, ambos já protegidos como patrimônio cultural brasileiro.

O Galpão Aplauso, motivado pelas constantes manifestações de interesse vindas de profissionais das áreas de arquitetura, engenharia, urbanismo, história, artístico-cultural, indústria e logística, e reconhecendo o destaque deste equipamento industrial em todas essas áreas, realizou pesquisa para conhecer mais profundamente a história de seu espaço. E descobriu, então, a enorme importância arquitetônica e histórica (desenvolvimento econômico e industrial) deste equipamento, que foi de grande relevância para o desenvolvimento industrial brasileiro, como centro de logística para as exportações de produtos siderúrgicos da, na época, recém-criada Companhia Siderúrgica Nacional – CSN.

Segundo João Bosco Setti, da Sociedade de Pesquisa para Memória do Trem, a malha ferroviária pertencente ao Armazém Externo nº 5 foi construída pela CSN, a primeira siderúrgica integrada, com trilhos em dois tamanhos de bitolas e dormentes de aço de fabricação própria, produtos genuinamente nacionais, raros de se encontrar atualmente. Localizado na zona portuária do Rio de Janeiro, o Armazém interligava os modais rodoviário, ferroviário e marítimo, representando uma grande inovação no sistema de distribuição da época, enfatizando assim a aplicação pioneira na malha ferroviária, ainda hoje existente no Galpão Aplauso.

A função do antigo Armazém Externo nº 5 era estocar e distribuir a produção da CSN, enquanto aguardava a chegada dos navios para o carregamento dos seus produtos siderúrgicos, destinados ao mercado externo.

Construído totalmente com ferro produzido pela CSN, o Armazém externo n° 5 foi o marco logístico da industrialização brasileira, rompendo com a tradição exportadora do País, até então voltada exclusivamente para os produtos agrícolas, particularmente o café. Paralelamente, iniciou-se um novo ciclo econômico brasileiro, o da industrialização, numa trajetória de crescimento e sucesso.

A pesquisa demonstrou que, além da sua importância arquitetônica e histórica (econômica e industrial), o equipamento e sua malha ferroviária trazem consigo ousadia e inovação até então inéditos em projetos brasileiros, envolvendo estruturas metálicas de alta complexidade e utilizando matéria prima totalmente nacional.

A importância arquitetônica e histórica desse equipamento industrial direcionou e inspirou o Galpão Aplauso na criação de um método de ensino profissionalizante voltado para a indústria, integrando jovens das diferentes comunidades do Rio de Janeiro. A memória das atividades do antigo Armazém Externo nº 5 está representada de forma viva nas oficinas de logística, serralheria e solda, entre outras.

“Não somos nós que damos um novo uso ao equipamento, mas sim o próprio equipamento é que nos direciona e nos inspira em seu novo uso.”

 

Clique na imagem e faça download do projeto de tombamento do Galpão Aplauso
Clique na imagem e faça download do projeto de tombamento do Galpão Aplauso