‘Um Único Grito’ – e muitos cantos | Companhia Aplauso